Sunday, April 15, 2012

Bolo de morangos


“Nada como um fim-de-semana comprido para por as coisas em dia”. Era assim que eu tinha começado o post que planeava publicar no início da semana passada, mas nada como uma semana bastante preenchida para desorganizar tudo outra vez…! Ainda que com atraso, deixem-me que vos diga que finalmente consegui arrumar o escritório na minha nova casa, que até ao fim-de-semana passado era a arrecadação/papelão cá do sítio. Eu não sou uma pessoa muito arrumada, é típico meu acumular essencialmente papéis, contas, extractos bancários, recibos de médicos, talões, etc, etc durante meses, e de repente dá-me uma coisinha e arrumo tudo e no meio dessa arrumação acabo por encontrar coisas das quais não me lembrava há anos.

Para quem segue o blog já há algum tempo se calhar lembra-se desta viagem que fiz há dois anos aos Estados Unidos. Abreviando, nessa viagem fiz um workshop de fotografia com duas fotógrafas americanas, a Francine Zaslow e a Deborah Jones, e no final do workshop a Deborah “presenteou” os participantes com uma folhinha de papel (foi esta folhinha que encontrei no meio da infindável papelada que habitava no meu escritório) com algumas frases inspiradoras que a orientavam no dia-a-dia de trabalho enquanto fotógrafa. Uma das frases que mais sentido faz para mim é sobre persistência.

Nothing in the world can take the place of Persistence. Talent will not; nothing is more common than unsuccessful men with talent. Genius will not; unrewarded genius is almost a proverb. Education will not; the world is full of educated derelicts. Persistence and determination alone are omnipotent.” Calvin Coolidge, 30th US President


Eu gosto de aliar a persistência a uma certa introspecção. Não é que não goste de ver o que se passa à minha volta, claro que gosto e claro que tenho diversas fontes de inspiração a vários níveis (considerem já ultrapassado o âmbito da fotografia e extrapolem já para um nível de vida pessoal), mas para mim é tão fácil "perder-me" no que me rodeia que considero a instrospecção um comportamento fundamental para que cada um siga a sua vida da melhor e mais fiel maneira possível.

Outra que também gosto muito, mais a nível artístico mas também adaptável a outras áreas da vida é:

"Never try to be an artist. Just do your work and if the work is true, it will become art." Duane Michaels, photographer

 

Bolo de morangos

Tal como nos bolos de maçã e de chocolate, cada um acaba sempre por ter a sua receita preferida, infalível e mais saborosa. No que toca a bolos clássicos eu recorro ao meu livro de sempre o "Mary Berry's Ultimate Cake Book". "Swiss Wild Strawberry and Walnut cake" tem a dose certa de simplicidade e originalidade. Fiz algumas adaptações à receita, umas por gosto pessoal outras por falta de ingredientes. Infelizmente não tive a oportunidade de encontrar morangos silvestres e substituí as natas batidas (não sou muito fã de natas batidas) por um creme de mascarpone e crème fraîche. Também marinei ligeiramente os morangos em açúcar e limão, e salpiquei o bolo com colherzinhas de doce de morango. Dupliquei as quantidades de bolo, fazendo assim dois bolos em vez de um cortado ao meio. Como só tenho uma forma de mola, fiz o bolo por duas vezes.

Para o bolo:

2x3 ovos
2x100g de açúcar mascavado
2x75g de farinha com fermento
2x50g de nozes bem picadas


Para o recheio e cobertura:

300g de queijo mascarpone
300ml de crème fraîche
1 c. chá de extracto de baunilha
800g de morangos, lavados e sem pé
Açúcar e umas gotas de limão a gosto
Doce de morango a gosto


Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de mola com manteiga e forre o fundo com papel vegetal. Numa tigela bata os ovos com açúcar até estarem bem cremosos (aproximadamente 5 minutos). Junte a farinha peneirada e as nozes e envolva delicadamente. Deite na forma e leve ao forno durante 30 minutos ou até o bolo estar cozido e ligeiramente dourado. Repita novamente para o segundo bolo. Entretanto corte os morangos às fatias e aos pedaços, deixando alguns inteiros para decorar a cobertura. Coloque os morangos numa taça, regue com algumas gotas de sumo de limão e polvilhe com um pouco de açúcar. Deixe marinar até o bolo estar pronto a ser montado. Noutra tigela bata ligeiramente, só para misturar, o queijo mascarpone com a crème fraîche e a baunilha e guarde no frigorífico. Quando os dois bolos estiverem prontos e à temperatura ambiente, coloque um deles num prato, cubra com parte do creme de mascarpone, disponha por cima os morangos e pequenas colherzinhas de doce. Volte a colocar mais algum creme por cima e logo de seguida o segundo bolo. Sobre o topo do segundo bolo espalhe o restante creme e decore com mais morangos.


Pin It Now!

12 comments:

  1. Adorei a receita Diana! Muito fresca, verdadeiramente Primaveril!

    ReplyDelete
  2. 3...vou experimentar 3 camadas!

    ReplyDelete
  3. Como sempre com um aspecto delicioso. Espero poder provar muito em breve. Beijinho Tia

    ReplyDelete
  4. Que maravilha de bolo e que maravilha de imagens!

    ReplyDelete
  5. Que beleza de imagem e de receita, muitos parabéns mais uma vez.

    ReplyDelete
  6. A receita parece maravilhosa... mas o que me cativou mesmo foram as palavras sábias, Di.
    às vezes esquecemo-nos da importância da introspecção. Obrigada por nos lembrares! ;)

    ReplyDelete
  7. Ai..ai..ai... vou ter que experimentar.. parece MARAVILHOSOOOOO.. :))))))

    ReplyDelete
  8. acompanho e sim, lembro-me da viagem. gostei tanto das frases... obrigada pela partilha!
    : ) também experimento algumas receitas e ficam sempre óptimas.
    A.

    ReplyDelete
  9. Maravilhoso! Gostei tanto de ler estas palavras... inspiradoras e sentidas. Obrigado.

    ReplyDelete
  10. Fiz hoje e ficou M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O... :)))) dediquei.o a todas as Mães.
    Um beijinho
    Mafalda
    http://masterchefdealgibeira.blogspot.pt

    ReplyDelete
  11. Ola!

    Vim conhecer o teu blog e adorei as tuas receitas.
    Este bolo ficou lindo

    beijinho
    http://ladyaofogao.blogspot.com/

    ReplyDelete