Thursday, September 27, 2012

My New Roots – Workshop with Sarah Britton – A Palestra \\ The lecture



Bom, eu ainda estou meia abananada (num bom sentido!) com últimos dias mas sinto que devo começar já por expressar a minha gratidão para com algumas pessoas (normalmente agradecemos às pessoas no final, mas eu quero agradecer agora!).

Então, primeiro de tudo, eu gostaria de agradecer à minha querida amiga Carolina, por ter sido a primeira pessoa a incentivar-me a participar neste maravilhoso e interessante (no mínimo) workshop, e que é uma das pessoas que conheço que melhor sabe ouvir e com quem dou óptimas caminhadas ao longo do rio Tejo, enquanto pomos a conversa em dia (em vez de ter uma conversa num café ou a saborear uma chávena de chá em casa de uma de nós, simplesmente saímos para uma caminhada!).

Em segundo lugar, eu tenho que agradecer a todos na Casa Vinyasa por esta iniciativa e por toda a organização - estou certa de que em breve lá estarei para as aulas de Yoga!

E, finalmente, agradecer à Sarah Britton por ser uma pessoa tão inspiradora e uma professora brilhante, mas também por ter partilhado todos os seus conhecimentos preciosos sobre alimentos e alimentação. "Passear" pelo blog dela, My New Roots, é óptimo, mas tê-la presencialmente a dizer-nos e mostrar-nos como podemos melhorar os nossos hábitos alimentares foi muito, mas muito mais enriquecedor.

Eu tirei algumas notas na palestra que quero partilhar antes de vos dizer tudo sobre o workshop. Deixem-me começar por enumerar as três coisas que Sarah recomenda que todos comecem a fazer de imediato e que, na verdade, não se trata de mudar a dieta, mas que vão certamente fazer sentirem-se melhor:

- Mastiguem a comida
- Bebam água
- Tenham pensamentos felizes

Não é assim tão difícil, certo?! No geral, ela também falou sobre o conceito de alimentos integrais, macro e micro nutrientes, os novos grupos de alimentos - frutas, legumes, cereais integrais e leguminosas -, a importância dos probióticos e do ômega 3, como/onde podemos obter cálcio e proteínas quando se tem uma dieta sem carne e produtos lácteos e gorduras que devemos usar para cozinhar. Eu acho mesmo que deveriam ler o blog dela para mais informação e explicações, por isso eu vou apenas escrever algumas das mudanças que eu vou fazer na minha “dieta” e escolhas alimentares diárias:

- Vou beber um copo de água morna com sumo de limão todos os dias antes de tomar o pequeno-almoço (na verdade, eu comecei a fazer isto logo na manhã após a palestra!)
- Vou comer ovos escalfados ou ovos quentes em vez de ovos mexidos ou omeletes
- Vou comer uma mão-cheia de nozes todos os dias
- Vou tentar ingerir alimentos probióticos todos os dias, comendo ou bebendo iogurte natural, kefir, couve fermentada ou kombucha
- Vou usar óleo de coco ou ghee para cozinhar e azeite para temperar
 

Vou falar sobre o workshop na próxima semana!



In English

Well, I am still overwhelmed by the last few of days and I feel I must start by expressing my gratitude towards a few people (normally we thank people in the end, but I want to thank them right now).

So first of all, I’d like to thank my dearest friend Carolina, who was the first person to encourage me to attend this beautiful and interesting (to say the least) workshop, and who is one of the best listeners I know and with whom I take the most wonderful talk-walks (instead of having a conversation over coffee or a cup of tea, we just go out for a walk!) along the Tejo river.

Second, I must thank everyone at Casa Vinyasa for this initiative and for all de organization involved - I am sure I’ll be attending their Yoga classes on a regular base very soon!

And finally I have to thank Sarah Britton for being such an inspiring person and a brilliant teacher, but also for sharing all her precious food knowledge. Wandering through her blog, My New Roots, is great, but having her, face to face, telling and showing us how we can improve our eating habits was much, much more enriching.

So, I took a few notes at the lecture that I want to share before telling you all about the workshop. Let me start by saying the 3 things that Sarah recommends everyone to start doing right away and that actually doesn’t involve changing your diet but will definitely make you feel better:

Chew your food
- Drink water
- Have happy thoughts

How hard is that?! In general, she also talked about the concept of whole foods, macro and micro nutrients, the new food groups – fruit, vegetables, whole grains and legumes –, the importance of probiotics and omega 3, how/where can we get calcium and proteins when having a no meat and dairy diet and which fats should we use for cooking. I really encourage you to have a deep look at her blog, so I’ll just write a few of the changes I’ll be doing in my diet and daily food choices:
 
I’ll drink a glass of warm water with lemon juice every day before having breakfast (actually, I started this the day after the lecture!)
I’ll eat poached or soft boiled eggs instead of scrambled eggs or omelettes
I’ll have a handful of walnuts every day
I’ll try to intake probiotic foods every day, eating or drinking yogurts, kefir, fermented cabbage or kombucha
I’ll use coconut oil or ghee to cook and olive oil to season

I’ll be talking about the workshop next week!



Pin It Now!

Wednesday, September 19, 2012

Cheesy pull-apart bread - Bulhão Pato Style

Quem é que não adora o molho das ameijoas à Bulhão Pato? Tenho a certeza que não deve haver Português que não tenha provado o molho das ameijoas à Bulhão Pato, mesmo quem não come as ameijoas, não resiste em ir à travessa e molhar um pedaço de pão naquele molho com sabor intenso a alho, coentros e limão. Eu gosto quando leva manteiga derretida em vez de azeite, mas este último é sem dúvida uma opção mais saudável. Andava já há uns tempos a magicar uma receita que pudesse levar este molho mas sem as ameijoas... e tudo resultou neste video!


In English

Who doesn't love the sauce in clams à Bulhão Pato? I'm sure that there isn't a portuguese person that hasn't tried this sauce, even those who do not eat the clams can't resist dipping a piece of bread in that sauce that has an intense flavor of garlic, fresh coriander and lemon. I like it better with melted butter instead of olive oil, but the latter is certainly a healthier option. I had been wondering about a recipe that could have this sauce but without the clams ... and it resulted in this video!





Pin It Now!

Tuesday, September 18, 2012

Beringela recheada com caril de batata e molho Tzatziki \\ Aubergines stuffed with potato curry and Tzatziki sauce



Esta receita é adaptada de um dos meus livros preferidos de sempre: Potatos – from gnocchi to mash. E ultimamente este livro tem-me dado um jeitão. Quando, há umas semanas atrás, o m. me aparece em casa com uma saca (sim saca, daquelas tão pesadas que se levam ao ombro, tal qual agricultor) carregada de batatas, eu nem queria acreditar. Eu até gosto de batata mas não havia maneira de dar vazão àquela quantidade astronómica. Claro que dei algumas a uns amigos e família e, como é óbvio fartei-me de usar batatas nas nossas refeições. Uma das receitas que fiz foi então estas beringelas recheadas. A combinação é bastante interessante pois à primeira vista não nos passa pela cabeça juntar beringelas com batatas e com especiarias indianas. Mas desde a primeira vez que experimentei que fiquei completamente rendida. E hoje foi dia de fazer de novo e partilhá-la convosco. Introduzi uma pequena alteração ao molho que a receita original pedia: um molho de iogurte aromatizado com cominhos que eu alterei para um molho tipo tzatziki, com iogurte, pepino ralado e hortelã.


In English

This recipe is adapted from one of my favourite books ever: Potatos – from gnocchi to mash. And lately this book has been very useful. When a few weeks ago m. arrived home with a huge bag (as those that you carry on your shoulder, like a farmer) loaded with potatoes, I just couldn’t believe it. I like potatoes very much but there was no way I would be able to use up that entire amount. Obviously I gave some to a few friends and family, and I certainly made a lot of potato dishes. One of the recipes I made was these stuffed aubergines. This combination is quite interesting and it doesn’t really come to your mind putting together aubergines and potatoes with Indian spices. But since the first time I experienced that combination I was completely surrendered to it. And today I did it again and decided to share it with you. I’ve introduced a small change to the original recipe sauce: a yogurt sauce flavoured with cumin that I changed to a kind of tzatziki sauce with yogurt, grated cucumber and mint.




Beringelas recheadas com caril de batata e molho Tzatziki

2 beringelas
4 batatas, descascadas e cortadas em cubos de 1cm
4 c.sopa de azeite
1 c.sobremesa de cominhos
1 c.chá de curcuma
1 c.chá de coentros em pó
1 cebola, descascada e picada
2 dentes de alho, descascados e picados
1 c.chá de gengibre fresco ralado
1 chilli encarnado, picado
Sal a gosto
Sumo de 1 lima

Para o molho Tzatziki:
125gr de iogurte grego
1 pepino pequeno, sem casca nem sementes
1 mão-cheia de hortelã picada
Sal e azeite a gosto



Pré-aqueça o forno a 200ºC. Corte as beringelas ao meio no sentido longitudinal. Com a ajuda de uma colher, retire a polpa e corte-a em pedaços com 1,5cm. Polvilhe o interior das beringelas com sal e deixe repousar durante 30 minutos sobre um escorredor (com o lado da casca para cima). Entretanto, coloque um tacho ao lume com água fria e sal e coza as batatas durante 10 minutos (contados após a água ferver). Escorra as batatas e deixe arrefecer. Passe as beringelas por água e limpe bem com papel absorvente. Coloque as beringelas com ao corte virado para cima num tabuleiro, deite um fio de azeite (2 c.sopa) por cima e leve ao forno durante 15-20min.
Aqueça as restantes 2 c.sopa numa frigideira grande e salteie a cebola, o alho, o gengibre, o chilli e as especiarias durante 5 minutos. De seguida adicione os cubos de beringela e salteie durante mais 5 minutos. Junte os cubos de batata e salteie tudo por mais 5 minutos ou até as batatas estarem douradas. Retire do lume e esprema o sumo da lima por cima. Ajuste o sal se necessário.
Recheie as beringelas com o caril de batata e leve novamente tudo ao forno durante mais 10 minutos.
Prepare o molho Tzatziki começando por ralar o pepino e escorre-lo muito bem. Depois misture o pepino com o iogurte, a hortelã e um fio de azeite. Tempere com um pouco de sal.
Sirva as beringelas recheadas com o molho Tzatziki.



In English

Aubergines stuffed with potato curry and tzatziki sauce

2 aubergines
4 potatoes, peeled and cut into 1cm cubes
4 tbsp olive oil
1 tbsp cumin
1 tsp turmeric
1 tsp ground coriander
1 onion, peeled and chopped
2 cloves of garlic, peeled and chopped
1 tsp grated fresh ginger
1 red chilli, chopped
Seasoning
Juice of 1 lime

For the sauce Tzatziki:
125gr of Greek yogurt
1 small cucumber, peeled and deseeded
1 handful of mint, chopped
Salt and olive oil to taste



Preheat oven to 200 º C. Cut the aubergines in half lengthways. With the help of a spoon, remove the flesh and cut into 1.5 cm pieces. Sprinkle the inside of aubergines with salt and let stand for 30 minutes on a colander (cut side down). Meanwhile, place a pan on the stove with cold water and salt and cook the potatoes for 10 minutes (after the water boils). Drain the potatoes and let cool. Rinse the aubergines and wipe well with kitchen paper. Put the aubergines cut side up on a tray, pour a little olive oil (2 tbsp) on top and bake for 15-20min.

Heat the remaining 2 tbsp in a large skillet and sauté the onion, garlic, ginger, chilli and spices for 5 minutes. Then add the diced aubergines and sauté for another 5 minutes. Add the potato cubes and stir it for 5 minutes or until the potatoes are golden. Remove from the heat and squeeze the juice of lime on top. Adjust salt if necessary.
Fill the aubergines with the potato curry and return to the oven for another 10 minutes.
Prepare the Tzatziki sauce by grating the cucumber and pressing it well so that all the water is removed. Then mix the yogurt with the cucumber, mint and a drizzle of olive oil. Season it with salt.
Serve the stuffed aubergines with the Tzatziki sauce.



Dica Naturopatia by Maria \\ Tip Naturopatia by Maria


É sem dúvida um vegetal para consumir no Verão. Com um elevado nível de água e potássio, e com muito poucas calorias, o pepino é um dos alimentos ideais para incluir em dietas para baixar de peso, mas também para aquelas pessoas que bebem pouca água, uma vez que é um vegetal altamente hidratante.

Alguma pessoas com o estômago mais sensível podem sentir dificuldade em fazer uma digestão correcta quando consomem pepino. Nestes casos, aconselho que o consumam sem a casca.



It is certainly a vegetable to eat in the summer with a high level of potassium and water, and with very few calories, cucumber is an ideal food to include in diets for weight loss, but also for those people who drink little water since it is a highly moisturizing plant.
Some people with sensitive stomach may experience difficulty in making a correct digestion when consuming cucumber. In these cases, I advise consuming it peeled.



Pin It Now!

Tuesday, September 11, 2012

Courgette: vegetal da semana \\ vegetable of the week

 
No verão abundam e estão na sua melhor estação o tomate, o pepino, os pimentos, as beringelas e claro, as courgettes. As duas receitas de hoje são leves e constituem uma óptima e rápida opção para refeições ligeiras, como salada ou como snack.
Em ambas as receitas, as courgettes são cortadas em tiras finas com a ajuda de um descascador de cenouras.
 
 
In English
 
The summer is the best season to cook and eat tomato, cucumber, peppers, aubergines and, of course, courgettes. These two recipes are excellent suppers, or light meals that can become a fast and simple salad or snack.
In both recipes, the courgettes are cut into thin strips using a peeler.



Salada de courgette grelhada com grão e queijo Ricotta

1 Lata de grão, escorrido
1 courgette cortada em fatias finas
1 c. sopa bem grande de queijo Ricotta
Coentros picados
Azeite, sal, pimenta e sumo de limão para temperar

Comece por aquecer bem uma frigideira de grelha. Tempere as fatias de courgette com azeite e sal e coloque-as no grelhador, até estarem douradas. Reserve. Numa taça junte o grão, as courgettes, os coentros picados e tempere tudo com azeite e limão. Por cima da salada disponha uma colher de sopa bem generosa de queijo Ricotta e tempere com sal e pimenta. Sirva de imediato.


In English

Grilled courgette salad with chickpeas and Ricotta cheese

1 can chickpeas, drained
1 courgette, thinly sliced
1 very generous tbsp of Ricotta cheese
Chopped fresh coriander leaves
Olive oil, salt, pepper and lemon juice for seasoning

Start by heating a grilling skillet. Season the slices of courgette with olive oil and salt and place them on the grill, until golden. Take them out and reserve. In a bowl add the chickpeas, the courgettes, the chopped coriander and season it with olive oil and lemon. Place the generous tablespoon of Ricotta cheese on top of the salad and season with salt and pepper. Serve immediately.



Pão Pita com topping de courgettes, mozzarella fresca, chilis e hortelã

3 pitas
1 courgette cortada em fatias finas
1 Bola de queijo mozzarella fresca
1 Chili pequeno, cortado às rodelas, sem sementes
Folhas de hortelã
Azeite, sal e pimenta

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Comece por aquecer bem uma frigideira de grelha. Grelhe as pitas dos dois lados até ficarem mornas. Disponha as pitas num tabuleiro de ir ao forno e colocque por cima as fatias de courgette, o queijo mozzarella cortado em pedaços e algumas rodelas de chilli. Tempere tudo com um fio de azeite, sal e pimenta. Leve ao forno durante 10-15min ou até a courgette estar cozinhada e o queijo derretido. Retire do forno, deixe arrefecer ligeiramente e polvilhe com as folhas de hortelã. Sirva de imediato.


In English 

Pita bread with a topping of courgettes, fresh mozzarella, chillies and mint

3 pita breads
1 courgette, thinly sliced
1 ball of fresh mozzarella cheese
1 small chilli, cut into slices, seedless
Mint leaves
Olive oil, salt and pepper


Preheat oven to 200ºC. Start by heating a skillet with grids. Grill the pitas on both sides until they are warm. Arrange the pitas on a baking tray and top them with the slices of courgette, mozzarella cheese cut into chunks and slices of chilli. Season everything with a little olive oil, salt and pepper. Bake for 10-15min or until the courgettes wilted and the cheese melted. Remove from oven, let it cool slightly and sprinkle with mint leaves. Serve immediately.
Pin It Now!

Monday, September 03, 2012

Crisp de framboesas e pêssegos Paraguaios



Já disse e volto a dizer: para mim o ano começa em Setembro. É o mês ideal para fazer mudanças, novos planos, para esquecer o que ficou para trás e começar tudo numa folha em branco.

Então, depois de muita consideração decidi começar a escrever também em inglês. No início tinha as minhas dúvidas sobre se seria uma boa ideia, mesmo sabendo que cresci a ler receitas e a ver programas de culinária em inglês, muito mais do que em português e que a maioria da minha inspiração vem de revistas, blogs, livros e websites em inglês. Devo dizer que escrever é o que mais me custa fazer para o blog e sempre que pensava em traduzir o que escrevia rapidamente chegava à conclusão que levaria demasiado tempo e daria demasiado trabalho. Contudo, acontecimentos recentes e projectos futuros fizeram com que mudasse de ideias.
Assim, a receita que vai assinalar este fantástico acontecimento aqui no blog é este doce, sumarento e estaladiço Crisp de framboesas e pêssegos Paraguaios.



In English:
I’ve said it before and I say it again: for me the year starts in September. This is the ideal month to make changes, new plans, to forget what’s behind us and start everything on a clean slate.
So, after much thought I’ve decided to start writing this blog in english, as well as in portuguese. At first I had my doubts about whether it would be a good idea, even though I grew up reading recipes and watching cooking shows in English, far more than in Portuguese, and most of my inspiration comes from English written magazines, blogs, books and websites. I must say that writing is the most demanding task I do for the blog and up until today, whenever I thought of translating what I’d written I would quickly come to the conclusion that it would take too much time and too much effort to do it. However, recent developments and future projects have led me to change my mind.
The recipe that marks this fantastic event here on the blog is this sweet, juicy and crunchy Raspberries and flat peach Crisp.



 
Crisp de framboesas e pêssegos Paraguaios
 
5 pêssegos, cortados às fatias
250g de framboesas
1 c.sopa de açúcar amarelo
 
½ chávena farinha sem fermento
½ chávena aveia
½ chávena açúcar amarelo
4 c.sopa manteiga com sal, bem fria e cortada em pedaços
1 c.chá canela
1 pitada sal
 
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Num recipiente apropriado para ir ao forno, misture os pêssegos cortado com as framboesas e a colher de sopa de açúcar. Numa tigela misture a farinha com a aveia, o açúcar a canela e o sal. Junte a manteiga e trabalhe a manteiga e os restantes ingredientes seco de modo a que a massa fique com uma textura areada. Deite a massa por cima da fruta e leve ao fonor durante 30-40 min até o topo estar dourado e a fruta cozida. Sirva com gelado de baunilha, ou natas frescas, ou neste caso, com queijo Mascarpone aromatizado com extracto ou sementes de baunilha.


In English:
 
Raspberries and flat peach crisp
 
5 peaches, cut into slices
250g raspberries
1 tbsp brown sugar
 
½ cup plain flour
½ cup oatmeal
½ cup brown sugar
4 tbsp cold salted butter cut into pieces
1 tsp cinnamon
1 pinch salt
 
Preheat oven to 180 º C. In an ovenproof baking dish, combine the sliced ​​peaches with raspberries and the tablespoon of sugar. In a bowl mix the flour with the oats, sugar, cinnamon and salt. Add the butter and work it with the remaining dry ingredients until the dough reassembles a crumbly mixture. Pour the crumble over the fruit and bake it for 30-40 minutes until the top is golden and the fruit is cooked. Serve with vanilla ice cream or fresh whipped cream, or in this case, with Mascarpone cheese flavored with vanilla extract or seeds.



Pin It Now!