Saturday, October 31, 2009

Trick or treat


(40)Peanut butter cookies (sem farinha)

1 chávena de manteiga de amendoim (pode ser simples ou com pedaços)
1 chávena de açúcar
1 ovo
1 c. chá de bicarbonato de sódio


Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque uma folha de papel vegetal sobre um tabuleiro apropriado para ir ao forno. Numa tigela, bata todos os ingredientes até a mistura ficar homogénea. Com as mãos, forme pequenas bolas com 2 cm de diâmetro e coloque-as sobre o papel vegetal afastadas cerce de 5cm. Com a ajuda de um dedo, achate ligeiramente as bolinhas (não se preocupe muito em achatá-las bem pois com o calor elas acabam por se espalhar um pouco). Leve ao forno durante 10 minutos. Deixe arrefecer bem antes de guardar ou comer!


Pin It Now!

Friday, October 30, 2009

Adorei a ideia!

(créditos fotográficos/photo credits: vejam/see www.outstandinginthefiel.com)

O conceito, a história e os autores no site: www.outstandinginthefield.com Pin It Now!

Wednesday, October 28, 2009

E o tema do chá ainda não acabou…


Depois de uma temporada cheia de trabalho, parece que agora as coisas acalmaram. Estou com mais tempo para fazer um dos meus mais recentes passatempos preferidos: explorar blogs. Na semana passada vagueei por:

Saídos da Concha - adoro trabalhos manuais e tenho um amor platónico por costura, adorava fazer o que a Concha faz!

Papéis por todo o lado - da artista plástica e ilustradora Ana Ventura, este blog passou a ser mais uma inspiração diária!


E se repararem, ambas têm posts recentes sobre o café/casa de chá "Saudade" em Sintra. E como já devem ter percebido, eu também tive que ir espreitar este novo espaço.


Saudade
Av. Dr. Miguel Bombarda 6
Sintra
Tlf. 212 428 804
2ª - Sábado 8-24 horas
Domingo 9-19 horas
Pin It Now!

Tuesday, October 27, 2009

Bolinhos de limão e sementes de papoila


Depois do gelado de baunilha, pus-me a caminho do Convento dos Cardaes onde me esperava a tarefa de ajudar a fazer 2000 scones. Sim, 2000 scones. À semelhança do evento do jantar de verão, nos próximos dias 20, 21 e 22 de Novembro, decorre no Convento dos Cardaes o Bazar e Chá de natal, onde, entre outras coisas, se vendem as compotas e chutneys produzidas no convento e serve-se o tradicional "chá das 5", acompanhado de scones e bolos, também estes confeccionados no convento.


E por falar e chazinho, scones e bolos, têm que experimentar esta receita. Foi acerca de um ano que comi estes bolinhos pela primeira vez em casa da Ghibli. Tanto eu como ela ficámos muito admiradas com o resultado final: uma óptima textura, muito saborosa. Na receita original, do site La Tartine Gourmande, eles são de lemongrass, baunilha e groselhas, mas eu acabei por alterar um pouco e fazer de limão e sementes de papoila. Acho que a base da massa é tão versátil que pode "aguentar" outros sabores, como laranja, mirtilhos, canela, frutos secos. Caso experimentem, digam-me como ficaram!


(6) Bolinhos de limão e sementes de papoila (receita adaptada do site La Tartine Gourmande)

110g de manteiga
80g de açúcar em pó
80g de farinha de amêndoa
60g chávena de farinha de arroz integral
1/2 c.chá de fermento
Uma pitada de sal
3 claras batidas até terem aspecto de espuma (digamos que esta adaptação veio do facto de me terem sobrado estas claras do gelado de baunilha…)
1 c.sobremesa de sementes de papoila
Raspa de um limão médio


Pré-aqueça o forno a 180ºC e unte 6 formas de queques com manteiga.
Derreta a manteiga no microondas ou ao lume e reserve. Numa tigela, junte a farinha, a amêndoa, o açúcar e o fermento e mexa. Junte a raspa do limão. Faça um buraco no centro e deite as claras, mexendo de seguida. Adicione a manteiga derretida e mexa também. Por fim adicione as sementes de papoila e mexa novamente. Deite dentro das formas untadas e leve ao forno por 25 minutos.

Pin It Now!

Saturday, October 24, 2009

Gelado de Baunilha


É sábado de manhã, 9h10 para ser mais precisa, e a primeira coisa que faço assim que acordo é gelado de baunilha. Óptima maneira de começar o fim-de-semana.



Gelado de Baunilha (receita adaptada do David Lebovitz)

125ml de leite gordo
75g açúcar
½ vagem de baunilha
250ml de natas
3 gemas
½ c.chá de baunilha

Num pequeno tacho aqueça o leite com o açúcar e a baunilha. Deixe em infusão durante uma hora. Deite as natas numa tigela, passando-as primeiro por um passador, e coloque essa tigela sobre uma outra tigela com água fria e gelo. Entretanto, numa outra tigela, bata as gemas ligeiramente. Volte a aquecer o leite e verta-o aos poucos sobre as gemas, mexendo bem. Deite tudo de volta ao tacho e leve ao lume, mexendo sempre com uma espátula ou uma colher de pau, até a mistura engrossar. De seguida deite tudo sobre as natas, passando também pelo passador. Misture bem e reserve no frigorífico durante a noite. No dia seguinte, faça o gelado de acordo com as instruções da sua máquina ou siga estas dicas.


Pin It Now!

3ª Edição Open Day - Lx Factory


Desta vez dedicado à cultura indiana.

Pin It Now!

Wednesday, October 21, 2009

Hummmm...


“A mood is a relatively long lasting emotional state. Moods differ from simple emotions in that they are less specific, less intense, and less likely to be triggered by a particular stimulus or event.

(…) Mood also differs from temperament or personality traits which are even longer lasting. (…) Mood is an internal, subjective state, but it often can be inferred from posture and other behaviors.

(…)According to psychologist Robert Thayer, mood is a product of two dimensions: energy and tension. A person can be energetic or tired while also being tense or calm. According to Thayer, people feel best when they are in a calm-energy mood. They feel worse when in a tense-tired state. People often use food to regulate mood. Thayer identifies a fundamental food-mood connection, and advises against the reliance on food as a mood regulator.

(…) Thayer suggests walking as a means to enhanced happiness.”
– Wikipedia


E o que é que eu tenho a dizer sobre isto? Que a minha satisfação não vem só de comer mas sim de ver, cheirar e sentir as texturas, de observar e participar nas várias etapas de confecção da comida. Tudo o que tenha a ver com comida me inspira, até os utensílios de culinária, os pratos, os talheres, as formas dos bolos, os livros, os panos da loiça. Que cozinhar é uma acção maravilhosa e que partilhar uma refeição é um prazer.

Mas, claro que também sou feliz a andar...!

Pin It Now!

Sunday, October 18, 2009

Frango no forno com cogumelos, bacon e alecrim


Hoje fui inspirar-me a uma das últimas edições da revista da Donna Hay. Com um bom capítulo todo dedicado ao receitas de frango, foi difícil escolher só uma, por isso fiz um mix e saiu isto.


Frango no forno com cogumelos, bacon e alecrim

2 c.sopa de azeite
6 a 8 coxas de frango, temperadas com sal e pimenta
150g de bacon aos cubos
200g de cogumelos cortados às fatias
10 ramos de alecrim fresco
2 alhos picados

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Numa frigideira bem grande aqueça o azeite e cozinhe as coxas de frango, com a pele voltada para baixo, durante 3 minutos. Retire o frango do lume e reserve sem deixar arrefecer. Na mesma frigideira cozinhe o bacon e o alecrim durante 3 a 5 minutos. Adicione os alhos e os cogumelos e cozinhe durante mais 5 a 8 minutos. Coloque tudo, incluindo o frango, num recipiente apropriado para levar ao forno e deixe assar por mais 20 a 30 minutos, regando o frango, de 10 em 10 minutos, com os sucos do recipiente. Sirva com arroz branco ou batatas assadas.
Pin It Now!

Thursday, October 15, 2009

Café com leite e mais umas coisas

Todos os dias de manhã, antes de ir trabalhar, adoro saborear uma chávena de café com leite, mesmo até à última da hora. Sou capaz de me levantar antes das 8h (não muito antes…), beber o meu café a ver o e-mail, a ler mais umas páginas do meu livro ou apenas a preguiçar de pijama. E só quando não consigo mais adiar, é que me vou arranjar (isto tem me valido alguns atrasos, é verdade, mas sabe tão bem…).

Há uns tempos atrás (tipo, anos), lembro-me da minha amiga M. pequena comentar que gostava de acordar ao fim-de-semana e comer pão com requeijão (ou seria queijo fresco…?) e beber tisana de chá verde com limão da Pleno. Era assim, sempre ao fim-de-semana. A Ghibli também já partilhou no seu blog que, quando era mais nova, costumava acordar com um grande sumo de frutas ao fim-de-semana.

E vocês? Têm algum tipo de "ritual de comida"? Não tem que ser ao acordar, de manhã ou ao pequeno-almoço. Pode ser qualquer um. Bom, não estou a falar em comer peru no Natal ou cabrito na Páscoa (isso é mais uma tradição que um “ritual”).

Quando era mais nova, eu e as minhas amigas fazíamos todos os dias uma “razia” aos croquetes do bar do colégio. Compravamos um, dois, três e às vezes até quatro croquetes por dia. Éramos doidas por croquetes! Agora são mais as empadas de galinha...!
Fico à espera dos vossos "rituais" na janela dos comentários :)
Pin It Now!

Monday, October 12, 2009

Mini tartes de requeijão e espinafres


Depois do fim-de-semana do feriado, cheio de chuva, queria começar a fazer assados, estufados e sopas generosas, mas com o calor que tem estado, tive que optar por algo mais leve.

Estas mini tartes têm como base massa Filo que, apesar de não ser das minhas massas preferidas, é bastante versátil e fácil de utilizar. Esta massa vem em placas muito finas e delicadas, com o tamanho aproximado de uma folha de papel A3 e, no final, o resultado fica extremamente leve e estaladiço.


(10 a 12)Mini tartes de requeijão e espinafres
2 pacotes de espinafres frescos
1 requeijão
4 c.sopa de pinhões
2 c.sopa de manjericão picado
Azeite, sal e pimenta
1 pacote de massa filo
Manteiga derretida qb

Pré-aqueça o forno a 170ºC e unte 10-12 formas de queques. Numa frigideira, toste ligeiramente os pinhões e reserve numa tigela. De seguida, aqueça um pouco de azeite na mesma frigideira e salteie os espinafres até terem reduzido de volume e estarem cozinhados. Escorra bem algum líquido que se tenha formado nesta cozedura e pique bem os espinafres. Numa tigela, esfarele o requeijão com a ajuda de um garfo, junte os espinafres picados, os pinhões e o manjericão. Tempere a gosto com sal, pimenta e um fio de azeite. Utilize uma folha de massa por cada tarte, cortada em 6 a 8 pedaços. Pincele cada pedaço com manteiga derretida e vá sobrepondo-os, um a um, sobre as formas . Distribua o recheio sobre a massa já nas formas e leve ao forno durante 15 a 20 min. Deixe arrefecer um pouco antes de servir.

Pin It Now!

Saturday, October 10, 2009

Em Alfama


Prometo uma receita para breve, mas agora deixem-me mostrar-vos parte do meu dia de hoje. Alguém conhece os passeios organizados pela Lisbon Walker? Hoje tive o privilégio de andar a passear pela baixa e por Alfama, a ouvir histórias e curiosidades acerca da cidade de Lisboa. À medida que o passeio ia decorrendo, na minha memória surgiam esta, esta e esta fotografia da minha amiga M.
Do passeio, não revelo mais senão “estrago” as surpresas, apenas recomendo vivamente que o(s) façam, principalmente aos que acham que conhecem Lisboa.



Como o assunto por estes lados é mais à volta da comida, aqui estão algumas fotos do almoço que, sem pressas, repôs a nossa energia depois da caminhada.





www.lisbonwalker.com/


Restaurante Santo António de Alfama
Beco de São Miguel 7
Lisboa
Tlf. 218 881 328
www.siteantonio.com Pin It Now!

Tuesday, October 06, 2009

Fim-de-semana no Norte


“Vocês não leram os e-mails que eu vos enviei?!?!” disse a R. muito indignada por quase ninguém saber o que nos esperava durante o dia de domingo. “Canyoning não tem nada a ver com canoas, é descer o rio a pé!!!”, continuou ela. Na verdade, e falando por mim, até tinha aberto os e-mails, mas tão rápido, tão rápido, que li “canoeing” e apenas achei curioso não ver de relance as canoas nas fotos do site… De qualquer das maneiras, estava entusiasmadíssima e a achar genial a ideia da R. de organizar este fim-de-semana, por ocasião do aniversário dela.


Então, Canyoning é muito giro. Vestimos uns fatos térmicos e umas botas especiais, colocamos um arnês e um capacete e lá vamos nós a saltitar de rocha em rocha, por entre mini cascatas. E, de vez em quando, em desníveis maiores, damos uns mergulhos, ou descemos em rappel ou slide.


O ponto de encontro foi em Ponte de Barca e foi lá que, depois da actividade aventura, devorámos umas sanduíches de picanha, hamburgers e biscoitos com pepitas de chocolate (nada tradicional mas muito bom!)


É claro que o tempo podia ter estado um pouco melhor, mas tal não nos impediu de andar a passear quer por Ponte de Lima quer por Guimarães.



Tudo foi excelente, comemos lindamente, descansámos, fizemos desporto em contacto com a natureza, enfim, um fim-de-semana em cheio!
Pin It Now!